Aqui e acolá vejo um individuo protestando contra o fascismo com seus frames para fotos no Facebook e muito me chama a atenção que nessa moderna tentativa de destacar sua suposta superioridade moral, possivelmente por razões meramente reprodutivas, esse pobre alienado não se faz capaz de ver além do slogan de propaganda política que usa. A palavra fascismo já não carrega consigo um significado lógico, que faz referência ao conjunto de ideias que então quando somadas configuram aquilo que é o pensamento fascista, no entanto carregam em si um significado turvo e obscuro que mais ou menos quer dizer que um sujeito que pensa de tal forma tem uma certa inclinação para não gostar de pretos ou para ser violento, mas também tratar de tal modo não é o suficiente, o significado tornou-se muito mais imbecil do que isso. Isso me deixa de certa forma indignado, da mesma forma imagino eu que há indignação contra o farisaísmo no meio cristão ou então contra aqueles moleques que vestem camisetas de bandas de rock das quais ouviram só uma música para se pagarem de cult, mas que não sabem nada sobre aquela cena – certo tempo atrás era comum ver os fãs mais velhos de uma banda fazendo posers tirarem as camisetas aos tapas e socos quando lhe perguntavam os nomes dos álbuns e esses não sabiam. Mas também sei que esses coitados não são tão culpados assim, são somente crianças que assim como eu foram pescadas pelo seu ego, usando como iscas um caminho rápido para uma falsa superioridade moral cujo objetivo era somente a massagem do próprio ego. Ah, essa maldita via mesolímbica usada de forma tão incorreta por esses dias nesse mundo moderno. Sei bem como é, já estive lá. Nessa sede de nos destacar e afirmar nossa superioridade caímos em slogans baratos que não oferecem nenhum conteúdo e somente nos transformam numa cinzenta massa de manobra que sequer foi descansada e fermentada o suficiente como uma boa massa deve ser, ao invés disso essa massa é uma massa mequetrefe, que não tem gosto nem textura que seja boa de se apreciar, e tampouco cheira bem – uma massa de mente rasa, tem maturação intelectual. A propaganda política e seus slogans cegam as pessoas, mas aí que está, quando queremos só um caminho rápido para exaltar nossa imagem os slogans servem e bem conveniente se torna surfar nessa propaganda que já está grudada na cabeça das pessoas.

Quase sempre usados por marxistas que nunca leram Marx, ou que não conhecem sequer as bases filosóficas e históricas do pensamento de esquerda, os frames do Facebook revelam a ignorância coletiva. Com os frames estampados em suas caras eles compartilham dia e noite bordões, memes e outros conteúdos para apoiar candidatos e grupos que defendem idéias análogas ao fascismo em seu discurso e tampouco se dão conta disso. Embora o nazismo e o fascismo tenham se popularizado em nossa cultura de massa como ideologias que defendem a execução em massa baseada com motivações raciais, execuções estas estimadas em 6 milhões de pessoas, os marxistas posam como santos, varrendo para debaixo do tapete os seus 85 milhões de mortos somente na União Soviética e na China por métodos muito mais desumanos que câmaras de gás ou pelotões de fuzilamento como fora feito na Ucrânia, com o holodomor, onde mataram os ucranianos lhes confiscando a comida produzida. Os socialistas e os nacional-socialistas foram cruéis e deixaram uma mancha negra na história do mundo sendo a única diferença que os socialistas (internacionais) fingem que nada fizeram e agem como se tivessem libertado a Alemanha do nazismo, libertação essa que seguiu da construção de muros, instalação de arames farpados e ordem de execução para todos que tentassem deixar o país. Hoje em dia os países que possuem governos e (ou) governantes de pensamento socialista implementam as mesmas estruturas que foram implementadas na Alemanha e Itália, sendo essas uma economia de modelo corporativista, perseguição e aprisionamento de pessoas que apresentam oposição ao regime, um sistema educacional de caráter ideológico, constante vigilância da população por meio de agências de espionagem, pesado investimento em armamento para fortalecimento do poder do regime, supressão de qualquer possível levante popular democrático, confisco de armamento pertencente à população, e assim segue a lista. Poderíamos dizer que a única diferença que resta é que os socialistas de hoje não utilizam a raça como pretexto para uma certa luta política que visa libertar uma raça oprimida, mas infelizmente isso também não é verdade.

No documentário Der Ewige Jude (O eterno judeu) os alemães apresentavam os judeus como uma classe dominante na época e conforme o filme segue adiante vão mostrando que mesmo sendo uma pequena parcela da população os judeus ocupavam cargos de poder que eram desproporcionais ao seu tamanho demográfico, bem como poder financeiro. Uma das grandes sacadas da propaganda nacional-socialista foi demonstrar como os judeus ficaram ricos através da exploração do povo alemão e como usavam então esse dinheiro para oprimir e subverter a sociedade da época para que ficassem no poder. Nos dias atuais esse discurso foi totalmente reciclado pelos socialistas como mecanismo de alavancagem política, entretanto não é mais o judeu o inimigo, mas sim o homem branco. O diálogo e a lógica se vai da mesma forma como antes ia. Os judeus contribuíram de forma excelente para o desenvolvimento do ocidente, embora tivessem entre si os seus agitadores, seus revolucionários e seus criminosos, devemos então reconhecer seu importante papel na criação do mundo como o conhecemos, seja para o bem ou seja para o mal. Mais importante que o judeu para o desenvolvimento da nossa civilização foi o homem europeu, carregando diversos méritos, descobertas científicas e avanços em nome da paz e da liberdade individual jamais vistos em outros cantos do mundo, entretanto assim como o judeu de ontem o homem branco de hoje tem os seus feitos varridos para debaixo do tapete, pois para pretextos quasi-nazistas é importante desumanizar o grupo alvo e para isso atos individuais tornam-se atos coletivos, apenas quando ruins, para conveniência da propaganda política tal como era na década de trinta. Enquanto na medida em que buscam o apoio político da população negra, exaltam os bons feitos de seus homens e mulheres como coletivos, enquanto os malfeitores são individualizados, invertendo de forma total a lógica, novamente, para conveniência do discurso político e criação de slogans que possam ser ingeridos e repetidos de forma fácil.

Eu poderia dizer por fim que o que tem separado o socialismo do fascismo é somente o fato de que o fascismo era tradicionalista e conservador, digo isso não no sentido verdadeiro do termo conservador e tradicionalista, mas no termo icônico, que fora feito de slogan, onde conservadorismo é meio que um sinônimo de racismo e intolerância, mas dizer isso seria também uma completa falácia, primeiro porque os países socialistas de hoje não defendem as mesmas políticas que são defendidas nos outros países ocidentais, em Cuba não se vê negros no governo, na China não se vê minorias étnicas e na Rússia os direitos dos gays são de apanhar calados. Na Coreia do Norte o mesmo se aplica, ser gay em público da cadeia. Esse espantalho do qual os socialistas acusam os conservadores é exatamente o que a esquerda tem feito no mundo todo por décadas. Rússia, China, Cuba e Coreia do Norte são governos que possuem em si quase todos os mesmos elementos presentes em governos fascistas, exceto pelos slogans, estrelas amarelas e fundos vermelhos e cartazes ao modelo soviético. O modo de pensar do fascismo e do nazismo estão tão entrelaçados com o pensamento marxista por conta de compartilharem as mesmas raízes filosóficas que é extremamente difícil tentar no mundo prático mostrar qual a diferença efetiva entre os países governados por ambos, de tão pequenas que são as distinções efetivamente, especialmente nos dias de hoje.

Leave a comment

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: